Comunicação e Inclusão social: análise das contribuições do Cinema para o processo de inclusão social.

Isabella de Oliveira Suplino

Resumo


Este texto tem como objetivo analisar como o cinema hollywoodiano representa as pessoas com deficiência e como essa representação contribui para o processo de inclusão social dessas pessoas. Os objetos de pesquisa analisados são os filmes: Meu filho meu mundo (1979); Rain Man (1988); Gilbert Grape – aprendiz de sonhador (1993); Forrest Gump – o contador de histórias (1994); Código para o inferno (1998); Uma lição de amor (2001); Meu nome é Rádio (2003) e Loucos de amor (2005).

Palavras-chave


deficiência intelectual, cinema, representação social e inclusão social.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2010.799

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj