Jogos do corpo: a tribo dos body-mods paulistanos no contexto das estéticas marginais pós-modernas

Fernanda Coutinho, Denise Portinari

Resumo


Este trabalho tem por objetivo discutir as atuais propostas de transformação do físico, tomando como ponto de partida as múltiplas formas de estetização do corpo que emergem em manifestações anti-moda, que passam a circular nas ruas da cidade de São Paulo sob a denominação do street style ou “style tribe” body modification. Para tal, levanta-se o seguinte questionamento: as modificações corporais promovidas pelos adeptos brasileiros do body modificacation, particularmente conhecidos como a tribo urbana dos body-mods, podem ser efetivamente pensadas/abordadas enquanto possibilidades de exploração das fronteiras que tangenciam esse corpo burguês socialmente construído, segundo Foucault, como expansão “infinita de força, vigor, saúde e vida”?


Palavras-chave


antimoda; street style/style tribes; body modificacation; exploração de fronteiras; corpo burguês.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2013.7832

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj