Das Exposições Universais aos Jogos Pan-Americanos de 2007: os envolventes legados arquitetônicos dos megaeventos

Vania Oliveira Fortuna

Resumo


Este trabalho estuda os legados arquitetônicos produzidos por eventos de grande porte. Fenômeno de comunicação, os megaeventos habitam o imaginário urbano, marcam a memória do lugar, alteram o status quo da cidade e atuam sobremaneira na vida cotidiana. Para ilustrar esta dinâmica, revisitaremos as Exposições Universais, especialmente as realizadas em Londres (1851) e Paris (1855), consideradas por Walter Benjamin como espetáculo signo da modernidade; e os Jogos Pan-Americanos de 2007, realizados no Rio de Janeiro. Percebemos que tanto na Modernidade como na Contemporaneidade os grandes eventos fazem parte da história da humanidade, movimentandoas metrópoles e impondo equipamentos arquitetônicos que envolvem favoravelmente o terreno, a população e o visitante.

Palavras-chave


megaeventos; cidade; arquitetura; comunicação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2010.703

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj