O futuro como tendência: o diálogo geocomunicacional contemporâneo

Paulo Celso da Silva, Roger dos Santos, Carlos Fernando Leite

Resumo


Resumo

O artigo aborda o pensamento e a obra do geógrafo brasileiro Milton Santos para propor um diálogo entre a comunicação e a geografia. Conceitos como cotidiano, emoração, homens lentos e homens opacos são mostrados por sua aplicação em suportes midiáticos – como compact disc –, nas artes plásticas e na arte performática. As visualidades contemporâneas da lógica capitalista não são vividas por todos os agentes nas cidades, sobretudo nas grandes metrópoles. Isso faz com que nem todos se apropriem da intensidade existente além das imagens ou consigam vivê-la.

Palavras-chave: diálogo geocomunicacional; cotidiano; Milton Santos; homens lentos e homens opacos.

 

Abstract

The article discusses the ideas and the work of Brazilian geographer Milton Santos, in order propose a dialogue between Communication and Geography. Concepts such as Daily Life, Emoração, Slow Men and Opaque Men are demonstrated by their application in media such as compact discs, visual arts and performance art. The contemporary visuality of capitalist logic is not experienced by all subjects in the cities, especially in the big ones. This means that not all of them can take hold of the intensity that exists beyond images, or experience it.

Keywords: Geo-communicational Dialogue; Daily Life, Milton Santos; Slow Men and Opaque Men.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2013.6941

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj