Idolatria nos Jogos Pan-Americanos de 2007: uma análise do jornalismo esportivo

Ronaldo Helal, Álvaro do Cabo, Ronaldo Galvão Marques

Resumo


O artigo realiza uma análise do material jornalístico relativo aos Jogos Pan-Americanos de 2007, com o foco voltado para os recursos acionados pela imprensa na “construção” de nossos heróis esportivos. Como parte do cronograma do projeto “Meios de Comunicação, Idolatria, Identidade e Cultura Popular” apoiado pelo CNPq e coordenado por Helal, foram coletados os Jornais O Globo e Lance! durante o período de 16 a 30 de julho de 2007. A cobertura dos Jogos Pan-Americanos nos veículos da imprensa carioca demonstra que as tentativas de construção de ídolos no campo dos esportes amadores são muito mais complexas e utilizam-se de uma lógica distinta da formação dos heróis futebolísticos. Aqui, valoriza-se o “suor” e a “superação” e relega-se a um plano secundário elementos como “talento” e “magia”.


Palavras-chave


Jogos Pan-Americanos; Idolatria; Jornalismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2009.309

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj