A identidade encenada. A produção artística de Belém como laboratório e teatro da identidade amazônica.

Fábio Fonseca de Castro

Resumo


O artigo discute o processo social de produção de elementos e figurações de uma “identidade” amazônica nos círculos artísticos e intelectuais de Belém-PA. Interpretamos esse processo como uma reação às transformações impostas à Amazônia pelo projeto desenvolvimentista do governo brasileiro. Discute-se a tipificação dos conhecimentos identitários presente na estética e nessa e apresentamos nossas conclusões, sucintamente, abordando o papel dos intelectuais, a questão da formulação estética e a dinâmica geral de tipificação no horizonte estudado.


Palavras-chave


Amazônia, identidade, cultura, tipificação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2012.2488

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj