Electronic Tonalities: o espaço eletrônico e a impressão de realidade na ficção científica

José Cláudio Siqueira Castanheira

Resumo


Este artigo pretende investigar a participação do som, especificamente o som eletrônico, na construção da impressão de realidade na experiência cinematográfica. Partindo de uma análise de Jean-Louis Baudry sobre o aparelho cinematográfico, proponho que, apesar de ser freqüentemente subestimado, o som é uma ferramenta fundamental na mobilização dos sentidos e, conseqüentemente, na criação de um espaço imersivo.

Palavras-chave


Cinema; Som; Imersão; Ficção científica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2008.17232

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj