Quanto mais frio melhor: imagem e representações sociais do turista em Campos do Jordão

Euler David de Siqueira

Resumo


Este trabalho busca conhecer a maneira como se constrói o olhar do turista em Campos do Jordão, interior do estado de São Paulo. Na pesquisa, de cunho antropológico, procura-se delinear os fatores que definem a formação do imaginário e das imagens que predominam entre os visitantes da cidade. A análise foca-se na experiência turística, no contato com a diferença e com o cenário turístico. Serão apresentados aspectos gerais da localidade em estudo, além do perfil de seus visitantes. A partir de idéias recorrentes nas falas dos turistas, busca-se identificar as categorias de pensamento relacionadas ao município. Tais discursos, analisados à luz da teoria do turismo e da antropologia social, servem de base para o entendimento da maneira como se estrutura a percepção do turista sobre este espaço, seus eventos e freqüentadores.

Palavras-chave


Imaginário turístico; Cultura; Percepção; Antropologia do turismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2007.17194

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj