Frágeis fronteiras: discussões sobre gêneros musicais no cenário alternativo

Fernanda Marques

Resumo


Durante a fase de conservadorismo político dos anos 1980, observou-se a formação de um novo grupo social jovem na Inglaterra e, posteriormente, nos Estados Unidos: o indie, derivado de uma das muitas subdivisões de gêneros musicais que o pós-punk abarcava. O termo indie (diminutivo para independent) começou a ser utilizado, a partir do final da década de 1980, na Inglaterra e nos Estados Unidos, para designar a estrutura de selos fonográficos e pequenas gravadoras situados à margem do esquema de produção, distribuição e promoção das majors (as grandes companhias fonográficas). As companhias independentes possuíam quadros de funcionários reduzidos, pouco dinheiro para investir e uma modesta infra-estrutura de produção e distribuição.

Palavras-chave


música; produção; comunicação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2005.17147

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj