VISÕES PERIFÉRICAS: POLÍTICAS CULTURAIS, PARTICIPAÇÃO E RECONHECIMENTO

Michely Peres Andrade

Resumo


O audiovisual tem se transformado, na última década, em lócus de participação política para diversos movimentos populares, coletivos e Pontos de Cultura. Concomitantemente à atuação desses grupos, o Ministério da Cultura e a Secretaria do Audiovisual têm fomentado programas destinados à chamada “inclusão audiovisual”, num contexto onde a cultura é associada a um forte recurso de empoderamento de minorias políticas. A relação estabelecida entre sociedade civil e sociedade política, nessa conjuntura, consiste no alvo das reflexões sociológicas do presente artigo, que buscou enfatizar novas formas de compreensão das políticas culturais, a partir da experiência do Festival Audiovisual Visões Periféricas e do Fórum de Experiências Populares em Audiovisual (FEPA).  


Palavras-chave


Políticas culturais, Audiovisual, Participação, Reconhecimento

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2011.1597

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj