A comunicação em performances-polvo: corporalidades inassimiláveis em gordura e suor esgarçando os limites de gênero

Camila Olivia de Melo, Regiane Ribeiro

Resumo


Este artigo tem por objetivo investigar os processos comunicativos em performances artísticas. Tomando como ponto de partida as produções performáticas de atitude queer, em uma Casa de Cultura auto-gestionada na cidade de Curitiba-PR. Por meio de notas de campo e análise de narrativas é possível perceber as intenções comunicativas de três performers da cidade. Há através das performances uma vontade em comunicar e expurgar de qualquer maneira — seja de forma grotesca, suada ou inassimilável — a revolta e indignação às normas de gênero. Uma comunicação que é subjetiva, sendo narrada para além dos meios tradicionais, por seus próprios corpos.


Palavras-chave


comunicação; performance arte; queer.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/contemporanea.2014.10111

Indexada em: Latindex . Univerciência . Doaj
Rua São Francisco Xavier, 524 -10 º Andar - Sala 10129 Bloco F - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
cep: 20550-013 | E-mail: ppgcomdivulga@gmail.comcontemporanea.revista@gmail.com

Facebook: facebook.com/contemporanea.uerj