SENTIDOS E SIGNIFICADOS DE CHÁS E DE OUTRAS PREPARAÇÕES COM PLANTAS MEDICINAIS PARA PACIENTES COM CÂNCER AVANÇADO SOB CUIDADOS PALIATIVOS / SENSES AND MEANINGS OF TEAS AND OTHER PREPARATIONS WITH MEDICINAL PLANTS FOR ADVANCED CANCER PATIENTS IN PALLIATIVE

Mônica de Oliveira Benarroz, Maria Claudia da Veiga Soares Carvalho, Shirley Donizete Prado

Resumo


Resumo

No câncer avançado, ocorre uma gradual mudança no tratamento com ênfase em cuidados paliativos, que prima por aliviar sintomas e melhorar a qualidade de vida. A busca por tratamentos alternativos, entre os quais se insere o consumo das plantas medicinais, na forma de chás e de outras preparações, é uma vertente escolhida por muitos desses pacientes. Nosso objetivo foi interpretar os sentidos e significados atribuídos aos chás e plantas medicinais sob o ponto de vista dos pacientes em cuidados paliativos internados num hospital de referência nacional em câncer. A análise interpretativa, decorrente das entrevistas com seis mulheres, inclui suas narrativas e observações diretas de cunho etnográfico, seguindo metodologia das ciências sociais, considerando a subjetividade de pacientes com câncer avançado e a ressignificação atribuída a essas plantas durante sua luta contra a doença. Foram construídas cinco categorias de análise: 1) idealização construída na busca da reversão do câncer; 2) clandestinidade na utilização plantas medicinais; 3) plantas medicinais como expressão de vínculos familiares e afetivos; 4) crença de que um produto natural seja sempre benéfico; e 5) complementaridade entre medicamento e comida. Os resultados revelam uma forte influência do contexto sociocultural no uso de práticas de saúde associadas aos tratamentos convencionais do câncer, o que reafirma a necessidade de maior integração entre os saberes técnico, científico e popular. Uma vez que os cuidados paliativos transcendem os modelos tradicionais de tratamento, sugerimos conhecer melhor as necessidades e expectativas desses pacientes, dando-lhes a liberdade de expressar o desejo de experimentar novas práticas de alimentação e consumo de plantas medicinais que possam, de alguma forma, beneficiá-los, ainda que apenas sob o ponto de vista psicossocial.

Palavras-chave: Chás. Plantas Medicinais. Câncer Avançado. Cuidados Paliativos. Qualidade de Vida.

Abstract

In advanced cancer, there is a gradual change in treatment with an emphasis on palliative care, in order to relieve symptoms and improve quality of life. The search for alternative patients, which falls between the consumption of medicinal plants in the form of teas and other preparations, is a feature of choice for many of these patients. We aimed to interpret the meanings assigned to tea and medicinal plants from the viewpoint of palliative care inpatients in a referral national cancer hospital. The interpretative analysis, derived from interviews with six women, includes their narratives and direct ethnographic observations, following the methodology of social sciences, considering the subjectivity of advanced cancer patients and the new meanings given to these plants during their struggle against the disease. We built five categories of analysis: 1) idealization built in the search to reverse cancer; 2) clandestine use of medicinal plants; 3) medicinal plants as an expression of family or affective ties; 4) belief that a natural product is always beneficial; e 5) complementarity between medicine and food. The results reveal a strong influence of socio-cultural context on the use of health practices associated with conventional cancer treatments, which reaffirms the need for greater integration between technical, scientific and popular knowledge. Since palliative care are beyond the traditional treatments, we suggest better understanding of the needs and expectations of patients, giving them freedom to express a desire to try new feeding practices and consumption of medicinal plants that could somehow benefit them, even if only from the psycho-social point of view.

Key words: Teas. Medicinal Plants. Advanced Câncer. Palliative Care. Quality of Life.


Texto completo:

PDF PDF (English)