ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR OPORTUNA E CONSUMO DE ALIMENTOS RICOS EM FERRO E FACILITADORES DE SUA ABSORÇÃO NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO / COMPLEMENTARY OPPORTUNE FEEDING AND CONSUMPTION OF FOOD ITEMS RICH IN IRON WHICH INCREASE ITS ABSORPTION

Priscilla de Castro Almeida, Luciana Maria Cerqueira Castro, Jorginete de Jesus Damião

Resumo


Objetivo: Analisar o perfil alimentar, bem como os fatores associados à prática de alimentação complementar oportuna em crianças de 6 a 12 meses, identificando o consumo de alimentos ricos em ferro e facilitadores de sua absorção. Métodos: Os dados analisados neste estudo foram advindos de banco de dados oriundo do inquérito conduzido em 2006, no qual foram investigadas as práticas alimentares de crianças menores de um ano no município do Rio de Janeiro, durante os Dias Nacionais de Vacinação. A amostra estudada foi representada por 1.845 crianças de seis a 12 meses de idade, sendo 916 com idade entre seis a nove meses e 929 crianças entre nove a 12 meses de vida. Resultados: Entre as crianças com seis a nove meses (Grupo A), 66,9% consumiam leite materno e 37,1% recebiam Alimentação complementar oportuna (ACO). Entre as crianças de nove a 12 meses (Grupo B), 56% consumiam leite materno e 32,3% recebiam ACO. Nos dois grupos foi encontrada a maior frequência de ACO entre as mães com 3º grau. Conclusão: Os resultados sugerem que a escolaridade materna seja a variável que mais influencia a introdução de ACO no primeiro ano de vida.

Palavras-chave: Anemia. Deficiência de ferro. Consumo Alimentar. Anemia em Crianças. Alimentação complementar.

 ABSTRACT

Objective: Analyze the feeding standard and the factors associated with the practice of complementary opportune feeding in children between 6 and 12 months of age, identifying the consumption of food items rich in iron and which increase its absorption. Methods: The information analyzed in this study comes from the database of the inquiry conducted in 2006, in which the feeding practices of children with less than 1 year of age were investigated in the City of Rio de Janeiro, during the National Vaccination Days. The sample analyzed profiled 1,845 children between 6 and 12 months of age, with 916 between 6 and 9 months of age; and 929 children between 9 and 12 months of age. Results: Among the children between 6 and 9 months of age (Group A), 66.9% consumed breast milk and 37.1% received complementary opportune feeding (ACO – Alimentação Complementar Oportuna). Among the children between 9 and 12 months of age (Group B), 56% consumed breast milk and 32.3% received ACO. In both groups a greater ACO rate was found as regards mothers with Bachelor’s Degrees. Conclusion: The results suggest that the maternal level of education is the variable with most influence to the extent of the introduction of ACO in the first year of life.

Key words: Anemia, Iron Deficiency. Feeding Habits. Child Anemia. Complementary Feeding.


Texto completo:

PDF