UM OLHAR SOCIOANTROPOLÓGICO NAS INFLUÊNCIAS FAMILIARES NO PROCESSO DE ESCOLHA DOS ALIMENTOS DE CRIANÇAS E JOVENS DE GRANDES CENTROS

Bruna Alves, Maria Claudia Carvalho

Resumo


Este estudo partiu de um olhar socioantropológico sobre as relações entre os agentes dos núcleos familiares em uma videolocadora, com o objetivo de identificar elementos que permeiam a escolha de tipos de filmes, comparando-os com a literatura, especialmente com textos de Bourdieu. A metodologia seguiu uma tendência etnográfica, com técnica de observação participante. Foi possível identificar questões de gênero, diferenciando a influência das mães, com legítima autoridade na escolha dos filhos, da dos pais, como aqueles que dão liberdade e inserem os filhos na construção da individualidade. Os jovens, quando mostram insegurança ou dúvida na escolha do gênero de filme, optam pelo filme da moda. Pudemos comparar a tendência de escolha do filme da moda ao que Bourdieu chama de fast-food cultural, no sentido que, quando não se consegue pensar a melhor escolha, automaticamente se seguia a escolha da moda para não haver risco de constrangimentos. Concluímos que o processo de escolha no âmbito dos núcleos familiares se dá através de um jogo de forças liderado pela figura da mãe e que a construção dessa escolha tende ao automatismo e ao que Bourdieu denomina “ausência de pensar” no modo de vida dessas pessoas.


Palavras-chave


Estilo de vida; Processo de escolha;Influências do núcleo familiar

Texto completo:

PDF