AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO E ESTRESSE NO TRABALHO ENTRE FUNCIONÁRIOS DE UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NO RIO DE JANEIRO

Fabio da Silva Gomes, (In Memorian) Marília Alves de Miguez

Resumo


Considerando a importância da promoção da saúde do trabalhador como compromisso do empregador e sua influência sobre os serviços prestados pelo empregado, objetivou-se avaliar o nível de satisfação, condições de demanda e controle psicológicos e apoio social entre funcionários de uma unidade de alimentação e nutrição. Foram entrevistados 29 funcionários. Para a avaliação de indicadores de satisfação no trabalho, demanda e controle psicológico e apoio social, utilizou-se um questionário reduzido. A análise do desgaste psicológico foi feita utilizando-se o modelo teórico bidimensional de Demanda-Controle proposto por Robert Karasek. A grande maioria dos entrevistados demonstrou estar satisfeita com o trabalho. O desgaste psicológico entre os funcionários se apresentou alto, apesar do suporte fornecido pelo amplo apoio social, resultante do bom relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho, do apoio dos colegas e da satisfação em trabalhar com os colegas. Os resultados apontam para a necessidade de construção de um modelo tridimensional que inclua a participação do apoio social na análise do desgaste psicológico.


Palavras-chave


Estresse; Trabalho; Satisfação no trabalho; Saúde; Serviços de alimentação.

Texto completo:

PDF