Cooperação entre Estado e iniciativa privada na difusão do carro elétrico: a futura construção de uma fábrica de carros elétricos no Rio de Janeiro

Claudia do Nascimento Martins

Resumo


<doi>10.12957/cdf.2013.9340

A futura construção de carros elétricos em Resende, no Estado do Rio de Janeiro, vem confirmar a importância da parceria, cooperação entre os agentes envolvidos na produção de um determinado produto para efetivar o seu desenvolvimento e a sua difusão. Como têm custos altos de produção, os carros elétricos precisam de incentivos governamentais para que sejam economicamente viáveis. Uma série de investimentos complementares deve ser realizada ao longo de sua cadeia produtiva, novos componentes deverão ser projetados e um novo conceito de postos de abastecimento deverá ser implementado. Assim, a parceria do Estado com os agentes privados, no caso a parceria com as empresas privadas que estão investindo na produção dos carros elétricos, é fundamental para o seu desenvolvimento. A difusão dos carros elétricos tende a beneficiar agentes econômicos direta e indiretamente envolvidos, pois gera ganhos expressivos para a indústria automobilística, indústria nascente de baterias de tração, de postos de recarga e também o setor elétrico.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cdf.2013.9340

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons

A revista Cadernos do Desenvolvimento Fluminense está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.