AGREGAÇÃO DO ESTOQUE DE SEGURANÇA: ANÁLISE DE UMA EMPRESA CONSTITUÍDA POR TRÊS INSTALAÇÕES DE COMÉRCIO DE MADEIRA

Renata Amaral Fonseca, Roberto Malheiros Moreira Filho

Resumo


DOI: 10.12957/cadest.2020.51131

A decisão de centralizar o estoque pode ser fundamental para o desempenho operacional e financeiro de empresas que possuem diferentes instalações distribuídas geograficamente. Este estudo investigou a vantagem na agregação do estoque de segurança de uma empresa composta por uma matriz e duas filiais. O produto analisado foi a madeira, utilizada principalmente na construção civil. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevista e acesso a relatórios. Os históricos de venda foram analisados de maneira a avaliar o comportamento da demanda em cada loja e encontrar a distribuição contínua de probabilidade que melhor se adequa aos dados. A comparação entre o nível do estoque de segurança agregado e a soma dos estoques de segurança individuais sugere que a empresa percebe ganhos significativos ao decidir pela agregação. Apesar de o estudo ter se limitado ao estoque de segurança, entende-se que os ganhos poderiam ser ainda maiores se considerado também o estoque cíclico.


Texto completo:

PDF

Referências


BALLOU, R. H. Gerenciamento da cadeia de suprimentos/logística empresarial. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

BOWERSOX, D. J.; CLOSS, D. J. Logística empresarial: o processo de integração da cadeia de suprimento. 1 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

CHOPRA, S.; MEINDL, P. Gestão da cadeia de suprimentos: estratégia planejamento e operações. 6. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2016.

HYNDMAN, R.; ATHANASOPOULOS, G. Forecasting: principles and practice, 2013. Disponível em: . Acesso em 23 jun. 2021.

KOTLER, P.; KELLER, K. Administração de Marketing. 12 edição. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2006.

MARTINEZ-ESPINOSA, M.; CALIL JUNIOR, C.; LAHR, F. A. R. Métodos paramétricos e não -paramétricos para determinar o valor característico em ensaios de madeira. Scientia Florestalis. n 66, p. 76-83, 2004.

PORTER, M. E. Vantagem Competitiva. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

RAZALI, N. M.; WAH, Y. B. Power Comparisions of Shapiuro-Wilk, Kolmogorov-Smirnov, Lilliefors and Anderson-Darling tests. Journal of Statistical Modeling and Analytics. v. 2 , n 3, p. 21-33, 2011.

SLACK, N.; CHAMBERS, S. JOHNSTON, R. Administração da Produção. Tradução de Maria Teresa Corrêa de Oliveira. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

VOLLMAN, T. E.; BERRY, W.L.; WHYBARK, D.C. Manufacturing Planning and Control Systems. 4 ed. McGraw-Hill, 1997.




DOI: https://doi.org/10.12957/cadest.2020.51131

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN on-line: 2317-4536 / ISSN impresso: 1413-9022

DOI do periódico: dx.doi.org/10.12957/cadest


Licença Creative Commons Este revista está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.