TAYÓ E AKIN: INFÂNCIAS NO ESPAÇO (NÃO) ESCOLAR NA LITERATURA PARA CRIANÇAS E JOVENS

Leandro Passos, Luana Passos

Resumo


Este artigo objetiva analisar, por meio de texto literário, o enfrentamento das personagens protagonistas das obras O mundo no black power de Tayó (2013) e O black power de Akin (2020), da escritora Kiusam de Oliveira, na instituição escolar e não escolar quanto à problematização do racismo e do preconceito racial. Além disso, o presente texto procura destacar a importância do espaço familiar no que diz respeito à construção da identidade positiva e afirmativa de crianças negras já nas primeiras infâncias. Para tanto, serão utilizados os estudos de Nogueira e Alves (2019), os de Passos e Passos (2018), os de Gomes (2019, 2006), além de outros autores.


Palavras-chave


Infâncias. Kiusam de Oliveira. Literatura para crianças e jovens. Racismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/seminal.2022.59545

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.