O ESPAÇO-TEMPO COMO PERCEPÇÃO GEOMÉTRICA DA REALIDADE NA FICÇÃO CONTEMPORÂNEA

Diego Addan Gonçalves

Resumo


Os conceitos de modelagem espaço-temporais estão bem definidos nos campos da geometria e matemática, com representações tridimensionais consolidadas como o Tesseract, ou hipercubo. Embora estas representações funcionem em ambientes baseados em coordenadas espaciais, mesmo na computação e matemática, um objeto quadridimensional ainda varia de contexto e aplicação. Ainda mais desafiador é imaginarmos uma realidade com estas características aplicado a experiências visuais e a navegação em um ambiente deste tipo. Este trabalho investiga as representações espaço-temporais observadas nas artes e literatura contemporânea aplicadas na representação ou descrição de realidade, analisando seu paralelo com as modelagens 4D computacionais apontando como este tipo de ambiente pode ser corretamente descrito e as limitações narrativas aplicadas a estes objetos. A discussão apresentada neste trabalho tem como objetivo apontar como os conceitos de objetos quadridimensionais se apresentam na cultura contemporânea, e como estas descrições podem caminhar com as descobertas computacionais.

Palavras-chave


quadridimensionalismo; espaço-temporal; realidade, 3D; surrealismo; quarta dimensão;

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/abusoes.2022.63845

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Abusões
e-ISSN: 2525-4022