CULTURA E POLÍTICA NOS ANOS 2010: ANSEIOS E IMPASSES NA FICÇÃO CIENTÍFICA DE ALINE VALEK E LADY SYBYLLA

Conteúdo do artigo principal

Ana Rüsche
Elton Luiz Aliandro Furlanetto

Resumo

O romance As águas-vivas não sabem de si de Aline Valek (2016) e a novela Deixe as estrelas falarem de Lady Sybylla (2017) traduzem os anseios dos ideários culturais e políticos no Brasil contemporâneo. Neste artigo, discute-se o gênero literário "ficção científica", por intermédio do insólito ficcional, apresentando-se o contexto histórico nacional e internacional dos anos 2010 e analisando-se as formas literárias nos textos tendo em vista a metodologia desenvolvida pela crítica materialista e observando-se as teorias feministas e estudos de gênero no século XXI.

Detalhes do artigo

Como Citar
RÜSCHE, Ana; FURLANETTO, Elton Luiz Aliandro. CULTURA E POLÍTICA NOS ANOS 2010: ANSEIOS E IMPASSES NA FICÇÃO CIENTÍFICA DE ALINE VALEK E LADY SYBYLLA. Abusões, Rio de Janeiro, v. 7, n. 7, 2018. DOI: 10.12957/abusoes.208.35341. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/abusoes/article/view/35341. Acesso em: 18 jul. 2024.
Seção
O fantástico brasileiro na contemporaneidade (1980 – 2018)
Biografia do Autor

Ana Rüsche, Universidade de São Paulo

Doutora em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês pela Faculdade de Filosofia, História e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Escritora.

Elton Luiz Aliandro Furlanetto, Brasil

Doutor em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo - FFLCH-USP.