UMA LEITURA ALEGÓRICA DA UNIFORMIZAÇÃO DAS IDENTIDADES ATRAVÉS DA FIGURA DOS SÓSIAS EM FIGUEIREDO E SARAMAGO

Fernanda Martinez Tarran

Resumo


O presente trabalho pretende proceder a uma leitura alegórica da uniformização das identidades por meio da figura dos sósias em duas obras literárias contemporâneas: “Nos olhos do intruso”, de Rubens Figueiredo, e “O homem duplicado”, de José Saramago. Para isso, começamos por traçar um rápido histórico da mencionada figura literária, passando à análise de elementos do gênero fantástico que cercam o mito do duplo e à interpretação alegórica em torno da questão da identidade. Em seguida, após uma breve retrospectiva da história recente da identidade individual, analisamos o contexto das identidades culturais nos tempos pós-modernos e buscamos, nas obras mencionadas, os elementos que se relacionam com o tema. Temos como objetivo mostrar como ambos os textos possuem características comuns que os encaminham à mesma ilustração alegórica.

DOI: 10.12957/abusoes.2017.30301


Palavras-chave


Duplo; Sósia; Identidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/abusoes.2017.30301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Abusões
e-ISSN: 2525-4022