ELEMENTOS GÓTICOS E ALEGÓRICOS NO CONTO “O LADRÃO”, DE GRACILIANO RAMOS

Erick da Silva Bernardes

Resumo


Este artigo propõe uma abordagem acerca dos elementos alegóricos e de traços do góticos no conto “O ladrão” (2012), de Graciliano Ramos. Discutiremos a questão dos recursos alegóricos em contraposição ao símbolo, enfatizando na narrativa artística e satírica o posicionamento intelectual do autor e menos um engajamento de cunho retórico-político. Contextualizaremos brevemente a obra considerada fundadora do gótico literário, O castelo de Otranto, de Horace Walpole, sob viés da desconstrução da simbologia cristã. A leitura de Mikhail Bakhtin (2010) atentará as possíveis facetas que o discurso alegórico assume.

DOI: 10.12957/abusoes.2017.27934


Palavras-chave


Graciliano Ramos. “O ladrão”. Gótico. Alegoria.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/abusoes.2017.27934

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Abusões
e-ISSN: 2525-4022