A condição das mulheres em Mary Wollstonecraft e Simone de Beauvoir

Ana Carla de Abreu Siqueira

Resumo


O objetivo deste artigo é apresentar alguns elementos fundamentais nos pensamentos de Mary Wollstonecraft e Simone de Beauvoir. Em um primeiro momento, apresentamos as ideias de Wollstonecraft sobre a educação. O sistema de instrução não seguia os princípios iluministas que deveriam mostrar homens e mulheres como seres igualmente racionais e, portanto, detentores dos mesmos direitos. Em seguida, mostramos algumas considerações de Beauvoir acerca do sexismo biológico. A pensadora existencialista defendia que a situação é mais determinante da existência do que qualquer suposta essência feminina. Neste sentido, falamos sobre algumas propostas que nos podem ajudar a construir um pensar filosófico em torno da condição das mulheres.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ek.2019.46558

 

ISSN - 2316-4786 (on-line)

Programa de Pós-Graduação em Filosofia | Instituto de Filosofia e Ciências Humanas | Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9 andar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013