DUALIDADE DO GÁS NATURAL EM SANTA CATARINA:

desenvolvimento e desigualdade regional

Autores

DOI:

https://doi.org/10.12957/geouerj.2024.77946

Palavras-chave:

ás natural, desenvolvimento econômico, desigualdade regional, industrialização.

Resumo

O artigo analisa a articulação do gás natural com a formação urbana-industrial de Santa Catarina e com o processo de desenvolvimento regional dessa unidade subnacional. O pensamento de Armen Mamigonian suporta o estudo que adota como metodologia a pesquisa bibliográfica e documental, com abordagem empírica sobre a temática energia com enfoque no gás natural. Como resultado, destaca-se que a presente situação do insumo gás natural no estado sulino é resultante do seu consumo no setor fabril termointensivo, consequentemente tornando-se em mais um instrumento que fortalece a concentração produtiva na Fachada Atlântica catarinense. Com isso, o gás natural apresenta característica dual e contraditória, pois sua oferta contribui com o processo de desenvolvimento socioeconômico. No entanto, simultaneamente, reforça a desigualdade regional em virtude de sua não disponibilidade em outras regiões do estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Mosimann Estrella, UDESC

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental (PPGPLAN) do Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED) na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Mestre em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental pela UDESC (2022). Possui especialização em Gestão Estratégica de Pessoas pela HSM University (2020), MBA Executivo em Gerenciamento de Crises pela Faculdade Unylea (2017), MBA em Gestão da Comunicação Pública pela Universidade Tuiuti do Paraná (2014) e MBA em Marketing para Gestão Empresarial pela Universidade Federal de Santa Catarina (2007). Administrador (CRA/SC 10.868) pela UFSC (2002) e Jornalista Profissional (Registro 6684/SC). Executivo em Franchising pela Franchising University do Grupo Cherto (2006). Foi Diretor Regional da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje) em Santa Catarina entre 2020 e 2022. Por quase 14 anos foi empregado público na Companhia de Gás de Santa Catarina. Atualmente é gerente de fiscalização de fiscalização de energia, gás e recursos minerais da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC). Possui experiência com comunicação pública, marketing empresarial e gestão de clima organizacional. Atua como Coordenador de Curso e Docente na IPOS Especialização na temática energia (óleo e gás). Colabora com as atividades do Instituto Ignacio Rangel e do Laboratório de Planejamento Urbano e Regional do Departamento de Geografia (LABPLAN) da FAED-UDESC. Coordena o Núcleo de Estudo, Pesquisa e Observatório de Gás Natural (NEPO) da Vision Gas. Como pesquisador, milita especialmente nos setores de gás natural e biogás/biometano. Bolsista da Capes. Autor do livro Gás natural em Santa Catarina: uma análise crítica da concessão do serviço, publicado em 2023. Possui nacionalidade brasileira e portuguesa.

Isa de Oliveira Rocha, UDESC

Graduação em Geografia Bacharelado (1984), Geografia Licenciatura (1986) e mestrado em Geografia (1994) - área de Desenvolvimento Regional e Urbano - pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), doutorado em Geografia Humana (2004) pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutorado na Bridgewater State University (Massachusetts/EUA). Atualmente é professora titular do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental (PPGPLAN ) - Doutorado e Mestrado e coordenadora do Laboratório de Planejamento Urbano e Regional (LABPLAN) do Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Na UDESC foi Diretora de Pesquisa e Extensão da FAED, coordenadora do mestrado e doutorado do PPGPLAN, líder do grupo de pesquisa Natureza e Sociedade: Autonomia e Relação, entre outras atividades. Na Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE) foi professora titular no curso de Geografia (1998-2015). Atuou na Secretaria de Estado do Planejamento de Santa Catarina, de 1983 a 2018, destacando-se a coordenação dos estudos socioeconômicos do Projeto Gerenciamento Costeiro de Santa Catarina, do Arquivo Gráfico Municipal (IBGE) e a participação na elaboração dos Atlas de 1986 e 1991 e organização (desde 2012) do novo Atlas Geográfico de Santa Catarina, publicado em Fascículos. Integra comitês científicos e editoriais de periódicos, agências de fomento, eventos científicos etc. e foi avaliadora de cursos de graduação de Geografia (INEP/MEC) de 2006 a 2018.

Downloads

Publicado

2024-04-04

Como Citar

Estrella, L. M., & Rocha, I. de O. (2024). DUALIDADE DO GÁS NATURAL EM SANTA CATARINA:: desenvolvimento e desigualdade regional. Geo UERJ, (44). https://doi.org/10.12957/geouerj.2024.77946

Edição

Seção

Artigos