MODOS DE VIDA TRADICIONAIS E “MODERNIDADE” NO TOCANTINS: ELEMENTOS DE TRANSIÇÃO E SUAS IMPLICAÇÕES NAS CONDIÇÕES DOS SUJEITOS SOCIAIS

Silvaldo Quirino Tavares, Marciléia Oliveira Bispo, Reijane Pinheiro da Silva

Resumo


No Estado do Tocantins existem diferentes modos de vida tradicionais rurais que estão em conflitos territoriais com os projetos de desenvolvimento econômico implantados em nome do progresso e da modernidade. Neste sentido, o objetivo deste trabalho é discutir as influências negativas das políticas de desenvolvimento econômico sobre os povos e comunidades tradicionais no processo de transição cultural. A base metodológica deste trabalho constitui em um levantamento bibliográfico interdisciplinar, tendo em consideração os conteúdos trabalhados na disciplina Identidade e Desenvolvimento Regional ofertada no curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional (PPGDR) da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Diante das reflexões realizadas conclui-se que é preciso buscar alternativas que possam ser colocadas em prática e que respeite as diferentes formas de vida existente, de modo que estas possam permanecer e se fortalecer a partir de avanços sociais que agreguem os elementos fundamentais para a digna reprodução social e cultural.


Texto completo: 177-189

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional