A ARTICULAÇÃO ENTRE CAPITAL FINANCEIRO E IMOBILIÁRIO NA PRODUÇÃO DO ESPAÇO DA OPERAÇÃO URBANA CONSORCIADA DA REGIÃO DO PORTO DO RIO DE JANEIRO

Marcela Virginio Dametto

Resumo


As diretrizes criadas por organismos internacionais tal como o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD / Banco Mundial) começaram a ser aplicadas no desenvolvimento urbano de cidades capitalistas periféricas a partir dos anos de 1980 e, neste sentido, estão sendo aplicadas, atualmente, na produção do espaço das regiões central e portuária da cidade do Rio de Janeiro e, mais especificamente, na Operação Urbana Consorciada da Região do Porto do Rio de Janeiro (OUCRPRJ). Essas diretrizes além de espacialmente formais, estabelecem exigências ligadas à solvência financeira da cidade e obedecem à lógica neoliberal que se materializa neste espaço por meio da articulação entre capital financeiro e imobiliário. Nesta perspectiva, este artigo tem o objetivo de analisar os efeitos desta articulação na produção do espaço da referida operação urbana.


Texto completo:

130-141


DOI: https://doi.org/10.12957/tamoios.2017.29551

ISSN: 1980-4490

Periódicos Capes Resultado de imagem para logotipo biblioteca nacional