AS AVALIAÇÕES NACIONAIS, O CURRÍCULO DA ESCOLA BÁSICA E A PRODUÇÃO DO ALUNO COM DISTORÇÃO IDADE X SÉRIE.

Marcelo Ribeiro de Mesquita, Wladirson Ronny da Silva Cardoso

Resumo


Este artigo tem a finalidade de discutir a relação entre as avaliações nacionais no Brasil com o currículo da escola básica e a produção do aluno com distorção idade x serie que, no cotidiano escolar, recebe a cunha de fracassado. Buscar-se-á, primeiramente uma abordagem genealógica da escola para evidenciá-la como uma invenção inscrita num imperativo histórico que garantiu sua emergência. Num segundo momento discute-se a avaliação como indutora do currículo e na fabricação do aluno problema a partir da pesquisa realizada em um projeto de aceleração numa escola de periferia em Belém do Pará. Os resultados apontam a necessidade de pensar alternativas às politicas homogeneizantes que negam a singularidade da pessoa humana e as possiblidades de uma educação que valorize as diferenças.


Palavras-chave


Avaliação; currículo; aluno problema

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.36293

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional