AVALIAÇÃO FORMATIVA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: RELAÇÕES ENTRE POLÍTICAS PÚBLICAS E PRÁTICAS DOCENTES

Patrícia Dias Prado, Angélica de Almeida Merli

Resumo


Ao investigar como a avaliação na Educação Infantil vem sendo tratada nas políticas nacionais e na Rede Municipal de Educação Infantil da cidade de São Paulo, este artigo busca estabelecer relações consonantes entre os princípios da avaliação presentes nos documentos oficiais com os princípios da avaliação formativa, construída coletivamente entre docentes, bebês e crianças pequenas da Educação Infantil que, por sua vez, ainda tem apresentado práticas avaliativas seletivas e classificatórias modeladas pelo Ensino Fundamental - que também merecem ser revistas, por uma Pedagogia da Infância e da primeira infância, de protagonismo infantil e de avaliação das políticas, concepções e práticas docentes.

Palavras-chave


Educação Infantil; Avaliação Formativa; Políticas Educacionais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.36033

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional