EVASÃO NO IME/UFG: O PONTO DE VISTA DOS ALUNOS EXCLUÍDOS

Chaiane de Medeiros Rosa, Fabiano Fortunato Teixeira dos Santos

Resumo


Este artigo tem como propósito discutir os condicionantes da evasão nos cursos do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal pela perspectiva dos alunos excluídos. Tem como fonte informações de registros acadêmicos na universidade. Ainda, foi aplicado um questionário eletrônico aos 32 alunos excluídos da unidade, dos quais 11 responderam, o que significa 34,4% do total. A partir das respostas desses alunos, buscou-se analisar tanto os fatores que os levaram a optar pelo curso em que estavam matriculados no momento da exclusão, quanto os elementos que os influenciaram na decisão por abandonar o curso. Como resultado, constatou-se que a desistência do curso é fortemente influenciada pela escolha equivocada do curso, bem como pela dificuldade de conciliar trabalho e estudo.


Palavras-chave


Evasão;Instituto de Matemática e Estatística; Universidade Federal de Goiás

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2018.32421

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional