Gestos (im)prováveis: ocupações e(m) afecções...

Elenise Cristina Pires de Andrade, Elenilda Alves Brandão, Edivan Carneiro Almeida

Resumo


Viralizar a vida juntos aos movimentos maquínicos que se estendem e distendem dois processos de pesquisa realizados em escolas públicas baianas entre os anos de 2014 e 2016: o projeto “Cidades (des)enquadradas em imagens: experimentações (atra)versando o conceito de signo” que, aqui, apresentará algumas divagações nas relações entre as produções de imagens com alunos do ensino médio de uma escola pública em Ichu-BA e a dissertação de mestrado “Você tem fome de quê?: movimentos (e)m currículos de uma escola do ensino médio em Ipiaú, Bahia” (2017). Esse texto, portanto, tem a vontade de explorar ideias e ressonâncias e movimentos das filosofias da diferença nos acompanharão e invadirão esses texto na vontade de revirar a questão: quais gestos ocupariam as ruas-cidades em um devir intensivo, a provocar fendas no movimento maquínico da enunciação nos muros-escolas, nas fotografias, nas palavras, disparando forças criativas?

 



Palavras-chave


Ensino Médio; Filosofias da diferença; Ocupações

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional