CURRÍCULO E EDUCAÇÃO COMPARADA: PERSPETIVAS E DESAFIOS

José Carlos Morgado

Resumo


Neste artigo analisa-se a relação entre currículo e educação comparada. Partindo da ideia de que o currículo, como projeto formativo e como construção partilhada de saberes, se deve configurar de modo a garantir o desenvolvimento de indivíduos autónomos, moral e intelectualmente bem formados, capazes de continuar a aprender ao longo da sua vida e de assumirem um papel interventivo numa sociedade que muda de forma rápida e contínua, procura averiguar-se até que ponto a educação comparada contribui para que, no ensino superior, o processo de desenvolvimento do currículo se estruture em função de referentes mais amplos e atuais, oriundos tanto de distintos contextos nacionais como internacionais. A análise permitiu constatar que é necessário diluir certas tendências pragmáticas e mercantilistas que têm conformado o campo do currículo nos últimos anos e que interferem com os propósitos e os processos da educação comparada.

DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.30450


Palavras-chave


Currículo, Educação comparada, Ensino superior

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional