HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL: O PROTAGONISMO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS

Ramofly Bicalho Santos

Resumo


É fundamental conhecermos os princípios desenvolvidos pelos movimentos sociais no que toca à luta Por Uma Educação do Campo e a educação brasileira na contemporaneidade. Nossa intenção com este artigo é continuar o debate acerca da educação do campo e a formação do educador. Dentre as conquistas adquiridas faz-se notório ressaltar as políticas públicas que sobressaíram neste cenário, em especial, o Programa de Apoio à Formação Superior em Licenciatura em Educação do Campo (PROCAMPO) e o Programa Nacional de Educação do Campo (PRONACAMPO). Estas são políticas que não somente representam a capacidade de articulação dos sujeitos, mas apontam a crescente necessidade de garantir um projeto popular para o campo, cuja organização tenha como referência a cultura e o trabalho dos grupos sociais.

Palavras-chave


Educação do/no Campo; Educação Popular; Movimentos Sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/teias.2017.24758

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1518-5370 [impresso] • 1982-0305 [eletrônico]
Teias, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação – ProPEd/UERJ
Qualis/Capes - B1 - Educação
DOI: 10.12957/teias

 

Licença Creative Commons

Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional