A história que nos contam: a memória do judiciário sobre o regime autoritário / Authoritarianism and judiciary: the institutional memory on the authoritarian regime

Vanessa Dorneles Schinke

Resumo


DOI: 10.12957/dep.2017.23011

Resumo

Analisa as narrativas construídas pelo Poder Judiciário, sobre a atuação dessa instituição durante o regime autoritário de 1964-1985. Utiliza fontes primárias, coletadas nos memoriais da justiça comum. Constata que a narrativa oficial não tece considerações sobre a legalidade autoritária, nem sobre a ruptura democrática. Sugere que a memória institucional comunica mais sobre o judiciário na atual democracia brasileira, do que sobre o passado.

Palavras-chave: Poder Judiciário; memória; autoritarismo.

Abstract

The paper analyzes the narratives constructed by the judiciary on the performance of this institution during the authoritarian regime of 1964-1985. Uses primary sources, produced by memorials of common justice. Notes that the official narrative reflects on not the authoritarian legality, not on democratic rupture. It suggests that institutional memory communicates more about the judiciary in the current Brazilian democracy than about the past.

Keywords: Judiciary; memory; authoritarian regime.


Palavras-chave


Poder Judiciário; memória; autoritarismo / Judiciary; memory; authoritarian regime.

Texto completo: PDF ';



Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexada em | Indexed by:

Rua São Francisco Xavier, 524 - 7º Andar - Rio de Janeiro - RJ
E-mail: direitoepraxis@gmail.com - ISSN: 2179-8966

Visitors: